Saae de Indaiatuba implantará sistema Infometter para monitoramento de energia elétrica


O Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Indaiatuba) começará a utilizar dentro de aproximadamente 30 dias, uma ferramenta que tem como finalidade, otimizar a utilização de energia elétrica em 17 unidades de tratamento, bombeamento, distribuição e administração da Autarquia.


O Smee (Sistema de Monitoramento de Energia Elétrica) é composto de vários equipamentos com capacidade para transmissão de dados online via sistema Gprs (pacote de dados via Internet). É uma ferramenta específica para o estabelecimento de um programa de eficiência energética que permite simulações de melhor enquadramento de sistemas tarifários a ser adotado para cada setor, a otimização de gastos com energia elétrica visando tomadas de decisões e correções de operação para melhoria dos sistemas elétricos dos setores envolvidos.


A execução de todo o projeto será baseada na modalidade Turn-key, ou seja, fornecimento de projeto executivo completo; fornecimento de mão-de-obra especializada para montagens, instalações, regulagens e testes; fornecimento de equipamentos, materiais e acessórios de instalação; fornecimento de software especifico; fornecimento de suporte técnico, assistência técnica, treinamento e partida do sistema. O engº eletricista Mário Figueiredo é o gestor do contrato.


“Esta é mais uma ferramenta que vai permitir a otimização dos gastos com energia elétrica, que atualmente representa a segunda fonte de despesas do Saae”, comenta o superintendente da Autarquia, engº Sandro Coral.


A Agência Reguladora de Serviços de Saneamento (ARES-PCJ), através da Rede de Aprendizagem em Gestão de Perdas de Água e Energia Elétrica em Sistemas de Abastecimento de Água, vem habilitando os colaboradores das empresas de saneamento a fortalecer as capacidades de planejamento e execução na área de redução de perdas de água e eficiência energética.


Os técnicos do Saae que participam dos treinamentos são Thiago Dutra do Centro de Controle da Operação – CCO, Alexandre Tralli do Setor de Engenharia Elétrica do SAAE e como suplente Alexandre Bisso, também do CCO.



Rede de Aprendizagem


O projeto é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades do Brasil, que em parceria com a Cooperação Econômica e do Desenvolvimento da Alemanha e da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável – Deutsche Gesellschaft Für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), escolheram a ARES-PCJ como entidade iniciadora e catalisadora da Rede de Aprendizagem no Brasil.


Essa iniciativa estabelece uma rede com uma dimensão entre 10 e 13 prestadores de serviço, localizados na mesma região que facilite encontros presenciais e o networking entre gerentes, técnicos e operadores.


As sessões de trabalho incluem a troca de experiências entre os participantes, moderado por comunicadores, bem como treinamentos específicos e acompanhamento de especialistas ao longo de um ano no processo de elaboração de Planos de Gestão de Perdas de Água e Energia.


#indaiatuba #energia #elétrica #eletrica #energiaeletrica #projeto #cidade #saae #smee #monitoramento

Notícias em Destaque
Notícias Recentes